• Post author:
  • Post published:16 de junho de 2022

Você é o famoso gastador aí da sua casa? Se sim, provavelmente você está entre a lista dos brasileiros endividados. Segundo a Confederação Nacional do Comércio, Bens e Serviços e Turismo (CNC), o ano de 2021 fechou com recorde de endividados

Nesse panorama, 76,3% do total de famílias brasileiras recorrem aos créditos para sustentar o consumo. Um número alto, que provavelmente aumentou por causa da crise econômica ocasionada pela pandemia.

Não significa que comprando o que você gosta e vivendo como você quer viver, realizando sonhos, inclusive, você ficará endividado. 

Mas como tudo na vida, existe um limite e um controle. Além de um planejamento financeiro é necessário controlar gastos para não cair em dívidas, que se transformem em uma bola de neve.

Entenda o que te faz gastar tanto

Pegue sua fatura e todos os seus gastos dos últimos meses e analise se existe algo que está te fazendo gastar repetidamente mais do que você gostaria. Estamos falando de quais são os seus gatilhos para cometer gastos desnecessários ou em excesso.

Identificar essas coisas podem te ajudar a mudar a sua maneira de gastar o dinheiro. Um exemplo, é o Paulo.

Todas as sextas-feiras, ele costumava sair com amigos para jogar conversa fora, tirar um pouco do estresse da semana sempre vão para o mesmo lugar. O restaurante é muito caro, na região nobre de sua cidade.

Quando percebeu que ele e os amigos estavam gastando demais naquele lugar, até além do que eles ganham, decidiram continuar se encontrando, mas em outro ambiente. 

Eles escolheram um restaurante mais barato, mas que também tinha comida boa e um local aconchegante.

Isso fez com que ele e os amigos percebessem que gastavam demais de outras coisas e com simples adaptações, tiveram uma redução de gastos em praticamente 50%.

Da mesma forma é você. Observe se está indo demais a um ambiente caro, que prejudica o seu orçamento. Sei que é legal ir em cantos assim, mas coloque limites pra isso.

Planeje um orçamento

De certa forma, o tópico anterior acaba fazendo parte desse aqui. Porque dentro do planejamento, você deve colocar todos os gastos e os seus ganhos. Analisando friamente também como cortar gastos para garantir que você não aumente as suas dívidas.

Dentro de um planejamento você deve colocar os gastos fixos, seus objetivos de curto e longo prazo. Seja sempre realista com os seus objetivos para conseguir alcançar o sucesso com eficácia e segurança.

Não deixe de acompanhar os seus gastos, seja nas faturas do cartão de crédito ou nos extratos bancários. Verifique sempre suas finanças para não ser surpreendido. Quanto mais dominar a sua vida financeira, melhor saúde ela terá.

Fique de olho no cartão de crédito e em linhas de crédito

É muito cômodo as linhas de crédito disponíveis e o limite do cartão também para usar quando precisar. Mas é importante sabermos, que essas duas modalidades só deverão ser utilizadas, em caso de emergência.

A melhor alternativa para todo mundo é o pagamento à vista. Desta forma, você evitará a fazer desperdícios e parcelas, que vem acompanhadas de juros, geralmente.

Faça de tudo para tentar sobreviver mesmo usando apenas o valor que está na sua conta bancária. Se você precisar usar o cartão de crédito ou alguma outra linha de crédito, estabeleça uma meta e tente reduzir esse valor a cada mês. Crie metas!

Mas como eu paro de gastar?

Se você tem impulsos por gastos é porque não pensa da forma correta na hora da compra ou quando o desejo bate. 

Por isso, vamos listar algumas dicas de como cortar gastos de uma maneira eficaz.

Eu preciso disso?

Essa é a primeira pergunta que você deve fazer. Pergunte a si mesmo se está precisando daquele produto ou se é só um desejo

Caso você queira muito, não compre porque ele apareceu na sua frente. Faça um planejamento pra isso e coloque dentro das suas metas.

Se o seu gatilho for as propagandas que chegam no e-mail…

Evite assinar as novidades das lojas que você compra demais. Se identificou que seus gastos estão vindo dali ou que esse tipo de mercadoria te atrai, “bloqueie” a tentação antes mesmo de ela chegar

Infelizmente, as ofertas são muito tentadoras. Tem e-mails que simplesmente entram sem pedir licença, dando logo aquela mensagem “descontos imperdíveis até hoje”. Quem nunca recebeu uma dessas? Mas a diferença, é a atitude que você toma.

Observe o que você vem assinando 

Algumas pessoas assinam todos os serviços de streaming, mas nem sempre utilizam. Sabemos que é um modelo de entretenimento, por isso, não estamos dizendo para você cancelar, mas seria mais prudente escolher um deles

Com certeza, vai ter alguns que você nem usa mais. Neste caso, cancele-o antes que ele continue sugando o seu dinheiro. A depender do caso, até um reembolso pode ser solicitado.

Fora isso, pergunte a si mesmo se você precisa desses serviços. Se você é fã de séries e quer assistir um dos streamings, beleza. Escolha um que for mais vantajoso. Mas evite assinar todos, até porque o seu tempo não vai dar. 

Trabalhar, às vezes até estudar e ainda viver assistindo série, o seu tempo não vai bater. 

Você vive comendo na rua?

Tá aí outro ponto importante. Cuidado com os gastos desnecessários com comida. O ideal é que você tenha um plano alimentar. 

Ao invés de gastar R$20,00 com almoço na rua, todos os dias. Pode gastar R$70,00 com a comida da semana toda. Já economiza um bocado né?

Por isso é interessante ter um plano alimentar. Você lista o que precisa e compra no mercado. Assim, fazendo a comida em casa, vai sair mais barato, com certeza.

Evite ir às compras sem motivos

Se você vai a um lugar só para “olhar”, você vai acabar comprando. Caso saiba que não tem psicológico para isso, não vá. 

Até porque é possível encontrar produtos que te tragam desejo, tentação e comprá-los, sem nem precisar.

Caso esse seja o seu hobby, procure um novo. Ao invés de sair para “comprar”, faça um esporte, uma academia. Só assim vai conseguir distração suficiente e abstrair um pouco das comprinhas “sem sentido”.

Crie desafios

Crie desafios com você mesmo, de que não vai gastar nada no dia X, além do que está orçado. Se você tem dificuldades, comece apenas com um dia. Se comprometa em não gastar nada naquele dia, além do programado

Depois, vá aumentando a quantidade de dias, porque só assim, vai segurar o dinheiro na conta ou na carteira e não vai gastar nada nos cartões. 

Faça você mesmo

Você já deve ter ouvido essa expressão. Mas não tô falando aqui de qualquer coisa, mas dos seus hobbys preferidos. É um cervejeiro, fã de pizza ou de alguma culinária específica? Ao invés de gastar fora, que tal fazer em casa? 

Às vezes, fazer as coisas em casa, pode diminuir muito os custos de fazer na rua. Calma, não tô pedindo para você viver preso em casa, mas para evitar gastar tanto fora e criar coisas divertidas dentro do local que você mora. 

É difícil, mas não impossível, mudar a cultura financeira de uma pessoa. Você pode ter vivido anos no descontrole financeiro, mas a partir destas informações que acabou de receber, mude a mentalidade e não siga a cultura financeira dos brasileiros.
Para entender melhor, sobre isso, veja o porquê da cultura financeira do brasileiro ser uma armadilha!

Deixe seu Comentário